voltar

ESVAZIE A XÍCARA

por Erwin Von Rommel

Certa vez um professor* foi visitar um grande mestre de conhecimentos orientais. Lá chegando, começou a falar daquilo que sabia: "Eu sou professor disso e daquilo, conheço isso e aquilo", enumerou os diplomas e cursos e todas as coisas que fazia. O mestre, muito sabiamente, o convidou para tomar chá.

O professor falando pelos cotovelos e o mestre colocando chá... colocando chá... colocando chá... O chá encheu a xícara, até que começou a derramar na calça do professor, que disse: "Você está transbordando a xícara!". E o mestre disse: "Você está vendo? Do mesmo modo que esta xícara não agüenta mais chá, a sua mente está cheia de idéias preconcebidas, que impedem que eu possa lhe ensinar alguma coisa. Enquanto você não esvaziar a sua xícara mental, não vai poder aprender nada."


O que quero dizer com esta história é que enquanto você achar que sabe alguma coisa diante de uma novidade, não terá oportunidade de aprender com ela. Toda situação na vida é nova. Ninguém está totalmente preparado por antecipação. Você sempre é pego de surpresa.


Se for pego de surpresa, aceite a novidade e usufrua o benefício que ela pode lhe dar. Todas as coisas mudam constantemente. Uma pessoa passa por um rio uma vez, mas quando voltar, ela e o rio terão mudado. A lei do esvaziamento da xícara mostra que você deve desenvolver a sabedoria e aprender tudo a cada momento. Absorver o melhor que puder passar adiante e continuar aprendendo. No momento em que você se apega as idéias preconcebidas, impede a absorção de novos conhecimentos. A busca constante de conhecimentos é a chave para enfrentar qualquer situação que apareça. A experiência acumulada é a massa e os novos conhecimentos são os temperos que tornarão sua vida mais saborosa. Aprenda o máximo que puder. Disso é feita a vida.


*Adaptação de uma história do livro O Zen nas Artes Marciais (Editora Fundamento)